Ladeira Alexandre Leonel nº 221 | 1º andar | Spazio Design | Juiz de Fora - MG
Marque sua Consulta

Blog

Voltar

Ruptura do LCA – tem que operar?

58a2b4f0-2496-47f0-9479-ffa94a278646

Uma das lesões mais comuns no consultório do especialista em cirurgia do joelho é a ruptura do ligamento cruzado anterior (LCA). Na grande maioria dos casos a causa da lesão é algum trauma relacionado ao esporte, seja uma entorse no futebol ou mesmo algum golpe em treinos de luta, por exemplo. Com o diagnóstico confirmado surgem diversas dúvidas quanto ao futuro, o retorno ao esporte e também sobre o melhor tratamento: operar ou não operar?

                Para chegar-se a essa decisão alguns fatores devem ser levados em consideração como a característica da lesão, a presença ou ausência de lesões associadas, o nível e tipo de atividade esportiva do paciente e a presença de falseio. A idade isoladamente não é um fator que deve direcionar a conduta, mas sim o grau de atividade e queixas do paciente que devem ser levados em consideração.

                No esporte de alto rendimento não há dúvidas: a ruptura do LCA é sempre de tratamento cirúrgico, com vistas ao retorno ao esporte o mais breve possível e à busca por manter o nível prévio de performance. Nos demais pacientes, deve-se individualizar e considerar o tratamento cirúrgico naqueles mais ativos, que praticam esportes que demandam mudanças de direção com frequência, que apresentam lesões associadas com necessidade de cirurgia (lesão do menisco, por exemplo) e naqueles que relatam instabilidade do joelho com falseios frequentes em atividades esportivas ou mesmo cotidianas.

                Alguns pacientes, entretanto, conseguem conviver bem com a lesão do LCA. Tal fato pode ter relação com uma lesão parcial do ligamento ou com o tipo de atividades que o paciente realiza. Além disso, existem indivíduos que conseguem adaptar-se à insuficiência do ligamento. Esses pacientes são definidos como compensadores, mas são minoria dentre aqueles com ruptura do LCA.

                Mas, independentemente do paciente e da lesão, todos os pacientes devem procurar uma avaliação por um especialista em cirurgia do joelho e realizar um tratamento adequado com vistas ao tratamento da lesão, quando possível, ou mesmo como preparo para uma cirurgia ou recuperação pós-operatória.


Conheçam também:

FACEBOOK – INSTAGRAM

Notícias Recentes

Dicas para evitar lesões no atletismo

Os esportes de alta intensidade exigem muito mais do ...
Saiba mais

Meu joelho estala, o que pode ser?

Por que meu joelho estala? Frequentemente escuto essa...
Saiba mais

Cirurgia do joelho: quando é indicada e quais os tipos?

O joelho integra o sistema musculoesquelético e é a...
Saiba mais