Ladeira Alexandre Leonel nº 221 | 1º andar | Spazio Design | Juiz de Fora - MG
Marque sua Consulta

A artrose é um processo de desgaste das articulações em que ocorre uma degeneração progressiva da cartilagem que recobre as extremidades ósseas. Pode ser descrita como artrose, osteoartrose ou osteoartrite e acomete principalmente quadris, joelhos e a coluna vertebral. O quadro gera dor, limitação funcional e pode haver deformidade angular do membro acometido.

Existe um caráter inflamatório gênese da doença, mas fatores como o excesso de peso, hereditariedade e lesões prévias no joelho também podem estar relacionadas ao seu aparecimento. O processo de degeneração é inerente ao envelhecimento e acima dos 65 espera-se encontrar sinais de artrose na maioria das pessoas. Naqueles acima de 75 anos estima-se uma prevalência de mais de 80%.

A dor é o principal sintoma da artrose do joelho e em geral é o que leva o paciente a procurar o ortopedista. Além da dor pode-se observar deformidades do joelho – em varo ou valgo – limitações do movimento e comprometimento da marcha e das atividades cotidianas.

Tratamento

O tratamento da artrose do joelho tem por objetivo aliviar a dor e restabelecer a função da articulação acometida, bem como a qualidade de vida. Inicia-se pela mudança de estilo de vida com a realização de atividade física regular e a busca pelo peso adequado. Orientações para realização de atividades diárias cotidianas também são importantes.

O tratamento medicamentoso faz parte do arsenal utilizado. Drogas analgésicas são muitas vezes necessárias e devem ser usadas sob orientação médica. O uso de anti-inflamatórios não-esteroidais deve ser evitado, em especial por período prolongado, uma vez que traz inúmeros malefícios e riscos à saúde do paciente. Outras medicações que podem ser utilizadas são aquelas descritas como modificadoras da doença como a glicosamina, a condroitina e o colágeno. Apesar de haver controvérsia na literatura médica quanto à sua real eficácia e capacidade de modificar a doença, observa-se melhora clínica em diversos pacientes e seu uso pode estar indicado em casos selecionados. Por fim, uma outra opção é a viscossuplementação realizada com a injeção intra-articular de ácido hialurônico com o objetivo de melhorar a viscosidade do líquido sinovial (líquido presente no interior das articulações) e assim aliviar os sintomas da artrose.

Naqueles pacientes em que a artrose gera limitações e dor importantes e não há resposta ao tratamento clínico opta-se por uma intervenção cirúrgica. Em casos de acometimento de apenas um compartimento do joelho, fêmoro-tibial medial ou lateral, e que haja deformidade angular do joelho, pode ser realizada uma ostetotomia para correção do eixo do membro e alívio do sintoma doloroso. Em casos mais avançados, pacientes mais idosos ou de acometimento de dois ou mais compartimentos do joelho a opção cirúrgica recai para a artroplastia do joelho. Neste procedimento realiza-se a substituição da superfície articular do joelho, removendo a cartilagem desgastada por componentes metálicos. Para realização destes é fundamental uma avaliação ortopédica adequada por um cirurgião de joelho e deve haver uma boa interação médico-paciente.

Cirurgia do Joelho, Atrose do Joelho
Artrose do Joelho, Prótese

Conheçam também:

FACEBOOK – INSTAGRAM