Ladeira Alexandre Leonel nº 221 | 1º andar | Spazio Design | Juiz de Fora - MG
Marque sua Consulta

Blog

Voltar

Toda dor no joelho precisa de ressonância?

Que a ressonância magnética é um excelente exame para avaliação do joelho e de outras articulações, não há como negar. Mas daí a aceitá-la como imprescindível e obrigatória para o diagnóstico de qualquer lesão em ortopedia é um grande erro.

É muito comum um paciente chegar ao consultório do ortopedista e já apresentar a ressonância magnética feita para avaliar uma dor qualquer. A ressonância, como qualquer outro exame diagnóstico, é um método complementar. E aí está o ponto: para complementar o que?

Para complementar uma anamnese (entrevista médica) bem feita e um exame físico cuidadoso, nesta ordem. Este é o caminho correto na busca para um diagnóstico que justifique a dor no joelho.

Por vezes, a ressonância (ou qualquer exame complementar) pode ser secundária, mas se for necessária o ortopedista não deve hesitar em pedi-la. E, ao receber o exame, não basta ler o laudo do radiologista. O ortopedista tem que avaliar as imagens para unir todos os dados, concluir a avaliação e fechar o diagnóstico.

Somente assim, seguindo os passos da correta propedêutica médica, é possível diminuir as chances de erro e oferecer o melhor tratamento aos pacientes.

Notícias Recentes

Dicas para evitar lesões no atletismo

Os esportes de alta intensidade exigem muito mais do ...
Saiba mais

Meu joelho estala, o que pode ser?

Por que meu joelho estala? Frequentemente escuto essa...
Saiba mais

Cirurgia do joelho: quando é indicada e quais os tipos?

O joelho integra o sistema musculoesquelético e é a...
Saiba mais