Ladeira Alexandre Leonel nº 221 | 1º andar | Spazio Design | Juiz de Fora - MG
Marque sua Consulta

Blog

Voltar

Saiba tudo sobre a Condropatia Patelar

Você já ouviu falar sobre a Condropatia Patelar? O nome chama atenção de quem após uma dor no joelho passa por uma ressonância magnética e se depara com o problema.

Também conhecida como síndrome da dor patelofemoral, trata-se de um tipo de lesão que é caracterizada pela degeneração da cartilagem articular da patela.

A patela é um osso localizado na região frontal do joelho, ela se articula com o fêmur e cobre e protege a superfície articular anterior do joelho.

No texto você vai descobrir o que causa esse desgaste e como é feito o tratamento.

Quais são as causas da Condropatia Patelar?

A condropatia patelar é um processo de desgaste da cartilagem da patela e que aparece em diversos graus, desde os mais leves como o amolecimento da cartilagem, até os mais sérios onde ocorrem erosões de toda a espessura da cartilagem em determinado ponto da patela.

São vários os fatores que geram esse desgaste na cartilagem, como: traumas na região, desalinhamento do joelho, práticas de atividades físicas de alto impacto, sobrepeso, sedentarismo e até mesmo a idade.

Além disso alguns pacientes podem apresentar alguma predisposição à condropatia, sendo por causas degenerativas ou mesmo anatômicas.

Confira detalhes de cada um dos níveis:

  • Grau I: Amolecimento da camada externa da cartilagem da patela.
  • Grau II: Lesões ainda superficiais com fibrilação da cartilagem
  • Grau III: são lesões maiores porém parciais, sem exposição do osso sub-condral
  • Grau IV: lesões extensas e profundas, com perda da espessura total da cartilagem.

Como é o tratamento?

O tratamento é feito de acordo com o diagnóstico do grau da condropatia e depende do quadro de desgaste da cartilagem, sendo indicada a melhor abordagem pelo profissional especialista em joelho.

Importante ressaltar que em grande parte dos casos a condropatia faz parte de um quadro associado a sobrecarga patelo-femoral, devendo ser associado um tratamento fisioterapêutico e instituição de exercícios de fortalecimento específicos.

Para esclarecer todas as dúvidas sobre as maneiras de se tratar, fiz um vídeo dedicado ao assunto, clique e confira tudo!

É muito importante destacar que o tratamento precisa ser iniciado o mais rápido possível após o diagnóstico para controlar a dor, minimizar as limitações e evitar a progressão da doença.

Condropatia Patelar no esporte

Por ser uma doença associada também a atividades de alto impacto sobre a articulação do joelho, ela pode estar presente entre praticantes de atividades físicas, especialmente esportes que envolvam agachamentos e/ou saltos repetidos.

Falo de forma mais detalhada sobre o assunto, e em especial sobre a recuperação no meu guia definitivo para a recuperação do joelho e retorno ao esporte.

É só clicar no link para baixar o material, o download é gratuito!

Gostou do conteúdo? Para conferir mais dicas sobre dores no joelho e outros assuntos relacionados, siga o meu Instagram e acesse o meu canal no Youtube!

Notícias Recentes

Ruptura de LCA: Tudo o que você precisa saber!

Uma das lesões mais comuns no consultório do especi...
Saiba mais

Quais as causas podem levar a artrose?

Você com certeza já ouviu falar sobre a artrose, mas você sabe o que é e quais s...
Saiba mais

Saiba tudo sobre a Condropatia Patelar

Você já ouviu falar sobre a Condropatia Patelar? O nome chama atenção de quem ap...
Saiba mais